Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
ENGOLIR SAPOS - Festival Amostra

ENGOLIR SAPOS - Festival Amostra

Teatro & Arte | Teatro

Teatro Nacional D.MariaII

Sala Estúdio
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
2022
jan
15
Realizado

Promotor

Teatro Nacional D. Maria II

Sinopse

Um sapo incomoda.

Engolir Sapos é uma reflexão artística, em forma de espetáculo de teatro para famílias, sobre preconceitos e sapos de loiça. Em Portugal, existem entre 40 e 60 mil pessoas ciganas, uma minoria entre as maiorias. Em Portugal, existem entre centenas e milhares de sapos de loiça em estabelecimentos comerciais, uma minoria entre as maiorias dos produtos expostos. Os sapos existem para decorar. E para afastar. Se um sapo incomoda homens e mulheres de carne e osso, um sapo incomoda-nos a todos/as. Em palco estarão Pai e Filha. E sapos.

Ficha Artística

encenaçãoRafaela Santos
com Amélia Giestas, Ricardo Vaz Trindade
dramaturgiaFernando Giestas
músicaRicardo Baptista
cenografia e figurinosHenrique Ralheta
desenho de luzJorge Ribeiro
apoio ao movimentoLeonor Barata
apoio à dramaturgiaJorge Palinhos
registo vídeoEva Ângelo
registo fotográficoJosé Alfredo
operação de somGuilherme Silva
gestão financeiraSusana Loio
apoio ao registo vídeo Maria Ana Krupenski
assistente de cenografiaCarolina Reis
produçãoAmarelo Silvestre
coproduçãoTeatroViriato, Centro de Arte de Ovar,TeatroMunicipal do Porto
residências artísticasTeatroViriato, As Casas do Visconde, Centro de Arte de Ovar, Citemor, Projecto 23 Milhas, ZDB
parceriasOlho Vivo/Viseu, As Casas do Visconde
apoioRepública Portuguesa Cultura/Direção-Geral das Artes, Patinter, Borgstena, Agrupamento de Escolas, Bombeiros Voluntários, Centro Social e Paroquial e Junta de Freguesia de Canas de Senhorim
apoios Amarelo Silvestre As Casas do Visconde, Hotel Pantanha, Câmara Municipal de Nelas

A Amarelo Silvestre é uma estrutura cofinanciada pela República Portuguesa - Cultura / DGArtes
M/12

AMOSTRA Mostra-plataforma nacional de artes performativas para a infância
e juventude. Cinco instituições culturais e uma companhia convidam profissionais do país inteiro para descobrir o que os une e celebrar com o público a diversidade da criação e programação contemporâneas para a infância. Um encontro onde, para além da apresentação de cinco espetáculos oriundos de várias regiões do país, se tentará traçar um retrato do ecossistema
cultural destinado aos mais novos para, no futuro, juntar forças e encontrar formas de lhe dar maior relevância e visibilidade.

Festival Amostra é uma iniciativa Caótica
coprodução Teatro Nacional D. Maria II, Centro Cultural de Belém Fábrica das Artes, Fundação CGD Culturgest, São Luiz Teatro Municipal, Teatro LU.CA

Transportes Públicos

Metro - Linha Azul (estação Restauradores) / Linha Verde (Rossio)
CP - Estação do Rossio
Autocarros/eléctricos Carris - Restauradores/Praça da Figueira

Estacionamento

Restauradores
Praça da Figueira

-
Partilhar
Assinatura 10 espetáculos (2021/2022)
Assinatura 5 espetáculos (2021/2022)

Serviços Adicionais

Veja ainda:

ORLANDO

Teatro & Arte | Teatro

Teatro Nacional D.MariaII

Sala Garrett

AINDA MARIANAS

Teatro & Arte | Teatro

Teatro Nacional D.MariaII

Sala Estúdio